Teoria novo-desenvolvimentista: uma síntese

Luiz Carlos Bresser-Pereira

Resumo


O desenvolvimentismo pode ser pensado de duas maneiras diferentes: (a) como uma forma de organização econômica e política do capitalismo alternativa ao liberalismo econômico, e o correspondente estilo de gestão econômica desse capitalismo; e (b) como uma escola de pensamento econômico. Neste segundo caso, o novo-desenvolvimentismo é um sistema teórico que tem origem na economia política clássica, na teoria econômica keynesiana e no desenvolvimentismo clássico. Enquanto forma de capitalismo, o desenvolvimentismo manifesta-se pela primeira vez como mercantilismo. Enquanto teoria, está presente de forma específica no desenvolvimentismo clássico (originalmente denominado development economics e, na América Latina, estruturalismo) e no novo-desenvolvimentismo.


Texto completo:

PDF

Referências


AMSDEN, Alice H. (1989) Asia's Next Giant. New York: Oxford University Press.

BRESSER-PEREIRA, Luiz Carlos. (2008) The Dutch disease and its neutralization: a Ricardian approach (2008). Brazilian Journal of Political Economy 28 (1) , p. 47-71.

_____ (2009) Globalização e Competição. Rio de Janeiro: Elsevier-Campus.

_____ (2016a) Models of developmental state, Texto para Discussão EESP/FGV n. 426, set. 2016. Disponível no website do autor: .

_____ (2016b) Democracy and development in pre-industrial countries. Texto para Discussão EESP/FGV 410, jan. 2016.

BRESSER-PEREIRA, Luiz Carlos; RUGITSKY, Fernando. (2015) Industrial policy and exchange rate skepticism. Department of Economics FEA/USP, Working Paper Series 2016-08.

BRESSER-PEREIRA, Luiz Carlos; NASSIF, André; FEIJÓ, Carmem. (2016) A reconstrução da indústria brasileira: a conexão entre o regime macroeconômico e a política industrial. Revista de Economia Política 36 (3), p. 493-513.

CORDEN, W. M.; NEARY J. P. (1982) Booming sector and de-industrialization in a small open economy, Economic Journal 92 (368), p. 825-848.

____ (1984) Booming sector and Dutch disease economics: survey and consolidation. Oxford Economic Papers, 36 (3), p. 359-380.

FURTADO, Celso. (1961) Desenvolvimento e Subdesenvolvimento. Rio de Janeiro: Editora Fundo de Cultura. Nova edição: Centro Internacional Celso Furtado/Contraponto, 2009.

HAMILTON, Alexander. (1791 [2001]) Report on Manufactures, relatório ao Congresso dos Estados Unidos em sua qualidade de Secretário do Tesouro. Escaneado em janeiro de 2001 a partir de fontes primárias.

HIRSCHMAN, Albert O. (1981) The rise and decline of development economics, in Essays in Trespassing. Nova York: Cambridge University Press, p. 1-24.

JOHNSON, Chalmers. (1982) MITI and the Japanese Miracle, Stanford: Stanford University Press.

KOHLSCHEEN, Emanuel. (2014) Long-Run Determinants of the Brazilian Real: a Closer Look at Commodities, International Journal of Finance & Economics 9 (4) out., p. 239-250.

KRUGMAN, Paul. (1979) A model of balance of payments crises, Journal of Money Credit and Banking, 11, (3), p. 311-325.

_____ (1999) What happened to Asia?, in Ryuzo Sato, Rama V. Ramachandran, Kazuo Mino (1999). Global Competition and Integration. Norwell, MA: Klwer Academic Press, p. 315-327.

LIST, Friedrich. (1846 [1986]) O Sistema Nacional de Economia Política. São Paulo: Editora Nova Cultural, Coleção Os Economistas. Publicação original em alemão, 1846.

OREIRO, José Luis. (2016) Macroeconomia do Desenvolvimento: Uma Perspectiva Keynesiana, Rio de Janeiro: LTC.

PREBISCH, Raúl. (1949) O desenvolvimento da América Latina e seus principais problemas. Revista Brasileira de Economia 3(3) set. 1949, p. 47-111. Publicação original na introdução de Estudio Económico de la América Latina 1948 (Santiago do Chile: CEPAL, 1949).

ROSENSTEIN-RODAN, Paul. (1943) Problems of industrialization in Eastern Europe and South-Eastern Europe, Economic Journal 53, jun. 1943, p. 202-211.

WADE, Robert. (1990) Governing the Market, Princeton: Princeton University Press.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2016 Luiz Carlos Bresser-Pereira

Curta a página de CADERNOS do DESENVOLVIMENTO


CADERNOS DO DESENVOLVIMENTO é uma publicação do
Centro Internacional Celso Furtado de Políticas para o Desenvolvimento

Av. Rio Branco, 124, sl 1304, Ed. Edison Passos, Centro, Rio de Janeiro-RJ, 20040-001
Tel.: +55(21) 2220-1829
cadernos@centrocelsofurtado.org.br 

Indexado por

   

 

Associados Patronos do Centro Celso Furtado