A crise sanitária da Covid-19 e a vulnerabilidade produtiva e tecnológica do Complexo Econômico-Industrial da Saúde no Brasil no contexto da financeirização

Fernando Sarti, Celio Hiratuka, Camila Veneo Campos Fonseca

Resumo


Abordam-se as mudanças nas estratégias das empresas líderes globais do CEIS de modo a avaliar a nova dinâmica de acumulação e apontar, de forma preliminar, suas implicações para a superação dos desafios econômicos e sociais na área de saúde no Brasil. A hipótese é de que tanto a demanda quanto a vulnerabilidade do SUS, apesar de acentuadas na crise sanitária, já se impunham pelas transformações estruturais impostas ao CEIS com o advento desse conjunto importante de mudanças nas estratégias de acumulação capitalista. O entendimento dessas transformações no âmbito global é fundamental para dimensionar a vulnerabilidade produtiva e tecnológica estrutural do CEIS no Brasil, assim como a elaboração de políticas públicas factíveis e efetivas que consolidem o SUS de maneira articulada com avanços produtivos e tecnológicos, promovendo o desenvolvimento socioeconômico de longo prazo.


Palavras-chave


Covid-19; Complexo Econômico-Industrial da Saúde (CEIS); Sistema Único de Saúde (SUS); Indústria 4.0; Vulnerabilidade

Texto completo:

PDF

Referências


BUSFIELD, J. Documenting the financialisation of the pharmaceutical industry. Social Science & Medicine, v. 258, n. 113093, p. 2-8, 2020.

CLEARY, E. G. et al. Contribution of NIH funding to new drug approvals 2010-2016. PNAS (Proceedings of National Academy of Sciences), v. 115, n. 10, p. 2329-2334, 2018.

GADELHA C. A. G. Política industrial, desenvolvimento e os grandes desafios nacionais. In: LASTRES, H. M. M. et al. (Orgs.). O futuro desenvolvimento. Campinas, SP: Ed. Unicamp, 2006.

GADELHA, C. A. G.; TEMPORÃO, J. G. Desenvolvimento, inovação e saúde: a perspectiva teórica e política do Complexo Econômico-Industrial da Saúde. Ciência & Saúde Coletiva, v. 23, n. 6, p. 1891-1902, 2018.

GOTHAM, D. et al. Pills and Profits. How drug companies make a killing out of public research. Global Justice Now/Stop Aids, 2017. Disponível em: https://www.globaljustice.org.uk/sites/default/files/files/resources/pills-and-profits-report-web.pdf. Acesso em: 1 jul. 2020.

I-MAK. Overpatented, Overpriced: how excessive pharmaceutical patenting is extending monopolies and driving up drug prices. I-MAK report, 2018. Disponível em: http://www.i-mak.org/wp-content/uploads/2018/08/I-MAK-Overpatented-Overpriced-Report.pdf>. Acesso em: 15 jul. 2020.

MAZZUCATO, M. Mission-oriented innovation policies: challenges and opportunities. Industrial and Corporate Change, v. 27, n. 5, p. 803-815, 2018.

MAZZUCATO, M.; ROY, V. Rethinking Value in Health Innovation: from mystifications towards prescriptions. Journal of Economic Policy Reform, v. 22, n. 2, p. 101-119, 2019.

PRESCRIRE INTERNATIONAL. Drugs in 2019: a brief review. Prescrire International Outlook, v. 29, n. 214, p. 110-111, 2020. Disponível em: https://english.prescrire.org/en/SummaryDetail.aspx?Issueid=214. Acesso em: 17 jul. 2020.

TULUM, Ö.; LAZONICK, W. Financialized Corporations in a National Innovation System: The U.S. pharmaceutical industry. International Journal of Political Economy, v. 47, p. 3-4 e 281-316, 2018.

WIESLER, B.; MACGAURAN, N.; KAISER, T. New drugs: where did we go wrong and what can we do better? BMJ, v. 366, n. l4340, p. 1-8, 2019.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2021 Fernando Sarti, Celio Hiratuka, Camila Veneo Campos Fonseca

            

A edição n. 28 de Cadernos do Desenvolvimento teve apoio da Fundação Oswaldo Cruz, por meio do Projeto "Desafios para o Sistema Único de Saúde no contexto nacional e global de transformações sociais, econômicas e tecnológicas - CEIS 4.0" (Fiocruz/Fiotec)

 

CADERNOS do DESENVOLVIMENTO é uma publicação do
Centro Internacional Celso Furtado de Políticas para o Desenvolvimento

cadernos@centrocelsofurtado.org.br 

secretaria@centrocelsofurtado.org.br

 

Indexado por