Dependência, subdesenvolvimento e hierarquia do Sistema Monetário Internacional

Isadora Pelegrini, Ronaldo Herrlein Jr

Resumo


A inserção da América Latina no capitalismo internacional financeirizado ocorreu de maneira a acentuar e reproduzir sua condição de dependência e subdesenvolvimento. Uma das formas de manifestação dessa condição é a posição das moedas periféricas na atual hierarquia do Sistema Monetário Internacional (SMI). Essas moedas não atuam como divisas nas transações globais, tendo em vista sua baixa liquidez internacional e as dificuldades enfrentadas devido a uma relativa inconversibilidade. Nesse sentido, este artigo busca analisar a posição das moedas periféricas, em especial as latino-americanas, na hierarquia do SMI à luz do pensamento de Celso Furtado. Assim, busca estabelecer uma visão global a respeito da situação atual das finanças internacionais introduzindo a abordagem do subdesenvolvimento e da dependência, compreendendo que os fenômenos financeiros possuem uma base material assentada em sistemas produtivos com complexidades distintas, determinados por fatores geopolíticos de poder e dominação.

Texto completo:

PDF PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2020 Isadora Pelegrini, Ronaldo Herrlein Jr

Este número contou com o apoio do Corecon-RJ

 

Curta a página de CADERNOS do DESENVOLVIMENTO


CADERNOS DO DESENVOLVIMENTO é uma publicação do
Centro Internacional Celso Furtado de Políticas para o Desenvolvimento

Av. Rio Branco, 124, sl 1304, Ed. Edison Passos, Centro, Rio de Janeiro-RJ, 20040-001
Tel.: +55(21) 2178-9540
cadernos@centrocelsofurtado.org.br 

Indexado por