A frustração dos sonhos de Celso Furtado: uma interpretação crítica do processo de desenvolvimento econômico do Nordeste brasileiro

Fernando Augusto Mansor de Mattos, Flaviana Candido Oliveira, Danielle Carusi Machado

Resumo


Celso Furtado honrou como nenhum outro intelectual o pensamento econômico brasileiro e inspirou gerações de economistas e demais cientistas sociais. Suas formulações teóricas e sua atuação como homem público tiveram como principal preocupação, desde os anos 1950, o desenvolvimento econômico brasileiro e, em especial, a redução das desigualdades regionais. Este artigo apresenta indicadores de heterogeneidade estrutural, avaliada em diversas dimensões, tais como o mercado de trabalho, a renda dos indivíduos e indicadores setoriais e sociais. Desta forma, com base na comparação destes indicadores com as formulações teórico-históricas da obra de Furtado, pretende-se avaliar se os resultados alcançados com as políticas regionais do século XX, bem como com as políticas econômicas adotadas nos primeiros 15 anos do século XXI, se coadunam com o que preconizou o estruturalismo de Furtado desde suas obras iniciais. A conclusão é de que os sonhos do mestre foram frustrados.


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2020 FERNANDO AUGUSTO MANSOR DE MATTOS, Flaviana Candido Oliveira, Danielle Carusi Machado

Curta a página de CADERNOS do DESENVOLVIMENTO


CADERNOS DO DESENVOLVIMENTO é uma publicação do
Centro Internacional Celso Furtado de Políticas para o Desenvolvimento

Av. Rio Branco, 124, sl 1304, Ed. Edison Passos, Centro, Rio de Janeiro-RJ, 20040-001
Tel.: +55(21) 2178-9540
cadernos@centrocelsofurtado.org.br 

Indexado por