Desindustrialização no Brasil: uma análise empírica do processo em diferentes formatos

Arthur Osvaldo Colombo, Ednilson Silva Felipe, Daniel Pereira Sampaio

Resumo


O artigo analisa e investiga o processo de desindustrialização vivido pelo Brasil com uma proposta metodológica distinta das utilizadas usualmente. Por meio da proposta metodológica empírica, é possível inferir que a desindustrialização brasileira se apresenta como um processo complexo e ocorre em mais de um formato, sendo que esses formatos apresentam níveis de severidade distintos. Com a análise por meio de diversos indicadores sugeridos, a conclusão é que o Brasil apresenta sinais de desindustrialização em pelo menos três formatos: i) desindustrialização relativa por aumento do gap tecnológico; ii) desindustrialização relativa por redução dos insumos nacionais pelos insumos importados; e iii) substituição do produto final nacional pelo produto importado.


Palavras-chave


Desindustrialização; Desindustrialização Relativa; Indústria de Transformação Brasileira

Texto completo:

PDF

Referências


AREND, M.; FONSECA, P. C. D. Brasil (1955-2005): 25 anos de catching up, 25 anos de falling behind. Revista de Economia Política, São Paulo, v. 32, n. 1, p. 33-54, 2012.

BRESSER-PEREIRA, L. C.; NASSIF, A.; FEIJÓ, C. A reconstrução da indústria brasileira: a conexão entre o regime macroeconômico e a política industrial. Revista de Economia Política, v. 36, n. 3 (144), p. 493-513, jul.-set. 2016.

CANO, W. (Des)industrialização e (sub)desenvolvimento. Texto apresentado no 2º Congresso Internacional do Centro Celso Furtado, Centro de Estudos do BNDES, Rio de Janeiro, 18-20 ago. de 2014.

CARNEIRO, R. Impasses do desenvolvimento brasileiro: a questão produtiva. Textos para discussão, IE/UNICAMP, Campinas, n. 153, nov. 2008. Disponível em: https://www.eco.unicamp.br/images/arquivos/artigos/1783/texto153.pdf. Acesso em: 20 out. 2018.

CASSIOLATO, J. E.; SZAPIRO, M. LASTRES, H. M. M. Dilemas e perspectivas da política de inovação. In: MARCONI, Nelson et al. (Orgs.). Indústria e desenvolvimento produtivo no Brasil. Rio de Janeiro: Elsevier, 2015.

COUTINHO, L. C. A especialização regressiva: um balanço do desempenho industrial pós-estabilização. In: VELLOSO, J. P. R. (Org.). Brasil: Desafios de um país em transformação. Rio de Janeiro: José Olympio, 1997.

CNI. Desempenho do Brasil no índice global de inovação 2011-2017. Confederação Nacional da Indústria / Confederação Nacional da Indústria, Serviço Social da Indústria, Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial, Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas. Brasília: CNI, 2017.

DIEESE. Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos. Desindustrialização: conceito e situação no Brasil. Nota Técnica, n. 100, jun. 2011.

DIEGUES, A. C.; ROSSI, C. Além da desindustrialização: transformações no padrão de organização e acumulação da indústria em um cenário de “Doença Brasileira”. Anais do [...]. XXI Encontro Nacional de Economia Política. São Bernardo do Campo, 2017.

DINIZ, C. Expansão asiática, corrida científica e tecnológica mundial, desindustrialização no Brasil. Belo Horizonte: UFMG; CEDEPLAR, 2017. (Texto para discussão, n. 565).

DUTTA, S.; LANVIN, B.; WUNSCH-VINCENT, S. Global Index Inovation 2018: Energizing the World with Innovation. Ithaca; Fontainebleau; Geneva: Cornell University; INSEAD; WIPO, 2018.

GURRY, F. World Intellectual Property Indicators 2018. Geneva: WIPO, 2018.

HIRATUKA, C.; SARTI, F. Transformações na estrutura produtiva global, desindustrialização e desenvolvimento industrial no Brasil. Revista de Economia Política, v. 37, n. 1 (146), p. 189-207, 2017.

IBGE. Pesquisa Industrial Anual - Empresa. Publicado em: [s.d.]. Disponível em: https://www.ibge.gov.br/estatisticas/economicas/industria/9042-pesquisa-industrial-anual.html?. Acesso em: 25 ago. 2018.

LAVOPA, A.; SZIRMAI, A. Industrialisation in time and space. Viena: Unido, 2015. (Working Paper, 10/2015).

IEDI. Carta IEDI 877. São Paulo: IEDI: 2018.

IEDI. Carta IEDI 773. São Paulo: IEDI: 2017.

MARCONI, N.; ROCHA, M. Taxa de câmbio, comércio exterior e desindustrialização precoce: o caso brasileiro. Economia e Sociedade, UNICAMP, v. 21, n. Especial, p. 853-888, 2012.

MORCEIRO, P. C. A indústria brasileira no limiar do século XXI: uma análise da sua evolução estrutural, comercial e tecnológica. Tese (Doutorado em Economia do Desenvolvimento) – Universidade de São Paulo, São Paulo, 2018.

NASSIF, A.; FEIJÓ, C.; ARAÚJO, E. Structural change and economic development: is Brazil catching up or falling behind? Unctad Discussion Papers, n. 211, Oct. 2013.

OREIRO, J. L. Macroeconomia do desenvolvimento: Uma perspectiva keynesiana. Rio de Janeiro: LTC, 2016.

OREIRO, J. L.; BASÍLIO, F.; SOUZA, G. J. Acumulação de capital, taxa real de câmbio e catching up: teoria e evidência para o caso brasileiro. 10º Fórum de Economia da FGV/EESP, São Paulo, São Paulo, out. 2013. Disponível em: http://bibliotecadigital.fgv.br/dspace/handle/10438/16883. Acesso em: ago. 2018.

RICUPERO, R. Câmbio mata. Folha de São Paulo, São Paulo, 9 maio 2010. Disponível em: http://www1.folha.uol.com.br/fsp/dinheiro/fi0905201004.htm. Acesso em: 23 maio 2020.

RICUPERO, R. Desindustrialização precoce: futuro ou presente do Brasil. Le Monde Diplomatique Brasil, São Paulo, 6 mar. 2014. Disponível em: http://www.diplomatique.org.br/artigo.php?id=1604. Acesso em: 25 out. 2018.

SAMPAIO, D. P. Categorias analíticas para o estudo da desindustrialização brasileira: uma sugestão metodológica em múltiplas escalas espaciais. XI Congresso Brasileiro de História Econômica. 12ª Conferência Internacional da História de Empresas. Vitória, Espírito Santo, 2015.

SARTI, F.; LACERDA A. A manufatura brasileira se afunda na crise. Carta Capital, São Paulo, 24 abr. 2017. Disponível em: https://www.cartacapital.com.br/revista/948/a-manufatura-brasileira-se-afunda-na-crise. Acesso em: 20 nov. 2018.

SARTI, F.; HIRATUKA, C. Desempenho recente da indústria brasileira no contexto de mudanças estruturais domésticas e globais. Texto para discussão, Campinas, IE/UNICAMP, n. 290, abr. 2017.

TORRES, R. L.; CAVALIERI, H. Uma crítica aos indicadores usuais de desindustrialização no Brasil. Revista de Economia Política, v. 35, n. 4 (141), p. 859-877, out.-dez. 2015.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2020 Arthur Osvaldo Colombo, Ednilson Silva Felipe, Daniel Pereira Sampaio

Curta a página de CADERNOS do DESENVOLVIMENTO


CADERNOS DO DESENVOLVIMENTO é uma publicação do
Centro Internacional Celso Furtado de Políticas para o Desenvolvimento

Av. Rio Branco, 124, sl 1304, Ed. Edison Passos, Centro, Rio de Janeiro-RJ, 20040-001
Tel.: +55(21) 2178-9540
cadernos@centrocelsofurtado.org.br 

Indexado por