Atuação regional da firma bancária em um contexto de elevada desigualdade regional. O caso do Brasil: 2000-2012

Leonardo Dondoni Dutra, Júlio Cesar Albuquerque Bastos

Resumo


O objetivo deste artigo é apresentar as estratégias diferenciadas da firma bancária de gestão do ativo em um contexto de elevada desigualdade de produto/renda, em termos regionais, para o período 2000-2012. Os indicadores foram construídos com base nos dados das Estatísticas Bancárias por Municípios do Banco Central do Brasil. Mostra-se inicialmente a desigualdade na distribuição do crédito no Brasil e, em seguida, as estratégias diferenciadas de gestão do ativo pelos bancos a nível regional por intermédio da desagregação da variável crédito em termos de maturidade de suas concessões. Conclui-se que, movida em direção a uma maior preferência por liquidez, ancorada pela sua percepção quanto a um futuro incerto e baseada na expectativa reinante da lógica do mercado, a firma bancária discrimina sua atuação regional em busca de uma maior rentabilidade em termos de ativo. Tal fato acaba por criar prerrogativas para inserção de políticas públicas para ocupar esse hiato financeiro e promover a expansão econômica regional.

Palavras-chave: firma bancária; desigualdade regional; preferência pela liquidez; crédito regional.

  

Abstract

The purpose of this article is to present the different strategies used by banking firms to manage assets within a context of high levels of regional product/income inequality, covering the period from 2000 to 2012. The indicators used are based on data provided by the Central Bank of Brazil in its Estatísticas Bancárias por Municípios (Banking Statistics per Municipality) report. The article begins by outlining the inequality of credit distribution in Brazil. It then shows the different asset management strategies adopted by banks on a regional level, through the breakdown of the credit variable in terms of the maturity periods of its concession. The conclusion is that, guided by a greater preference for liquidity, which is in turn based on a perception of an uncertain future and on the prevailing expectations of market logic, banks tend to discriminate in terms of their regional operations in search of better returns on assets. This fact ends up creating prerogatives for the adoption of public policies aimed at filling this financial void, and at promoting regional economic expansion.  

Keywords: banking firm; regional inequality; liquidity preference; regional credit. 


Texto completo:

PDF

Referências


AMADO, A. Disparate Regional Development in Brazil: a monetary production approach. Ashgate, 1997.

CHIC, V. “The evolution of the banking system and the theory of saving, investment and interest”. Economies et Sociétés 20, Cahiers de I’ISMEA, Série Monnaire et production, Paris, n. 3, 1986, p. 111-126.

CHICK, V.; DOW, S. C., Post-Keynesian perspective on the relation between banking and regional development. In ARESTIS P. (Ed.) Post-Keynesian Monetary Economics: New Approaches to Financial Modelling. Elgar, Aldershot, 1988.

COSTA, F.N.; PINTO, G.M.A. Impactos da pressão para concorrência bancária no mercado de crédito brasileiro. Campinas: Editora da Unicamp, 2003 (Texto para Discussão n. 215).

CROCCO, M.A. Financiamento do desenvolvimento Regional no Brasil: Diagnósticos e Propostas in Agenda Brasil, Políticas Econômicas para o Crescimento com Estabilidade de Preços, Manole, 2003, p. 295-329.

_. “Moeda e Desenvolvimento Regional e Urbano: uma leitura Keynesiana e sua aplicação ao caso Brasileiro”. Tese submetida ao Concurso de Professor Titular, CEDEPLAR, abril 2010.

_.; FIGUEIREDO, A.T.L. Differentiated bank strategies across the territory: An exploratory analysis, Journal of Post Keynesian Economics, 2010.

_.; SILVA, F.F.; REZENDE, L.P.; RODRIGUEZ-FUENTES, C, J, . Banks and Regional Development: An Empirical Analysis on the Determinants of Credit Availability in Brazilian Regions, Regional Studies, 48:5, 2012, p. 883-895.

DEMIRGUC-KUNT, A.; LEVINE, R. Financial Structure and Economic Growth: A Cross-Country Comparison of Banks, Markets, and Development. MIT Press, Cambridge, MA., 2004.

DOW, S. C. The regional composition of the money multiplier process, Scottisch, Journalof Political Economy, vol. 29, n. 1, 1982.

_. Financial Markets and Regional Economic Development: The Canadian Experience. Avebury, Aldershot, 1990.

DUTRA, L. D.; BASTOS, J. C. A.; LAMONICA, M.T.; FEIJO, C. A. Desigualdade na oferta de crédito regional a pessoa jurídica: uma análise em painel para o período 2000-2011. Economia & Sociedade, vol. 24, 2015, p. 681-708.

FEIJÓ, C.; GALEANO, E.V.; DUTRA, L.D.; LAMONICA, M.T. Uma Análise do Crédito Bancário para Pessoas jurídicas a partir de um Painel de Dados regional: 2000-2008; Working Paper n. 36; Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social, mar. 2012.

FERREIRA JR, R. R.; SORGATO, L.A.A.; ROSÁRIO, F.J.P. Estratégias de Inclusão Financeira Produtiva em Regiões Periféricas: Uma Proposta para o Nordeste. VII Encontro de Economia Bahiana, set. 2012.

GREENWALD, B. C.; LEVINSON, A.; STIGLITZ, J. E. Capital market imperfections and regional economic development. In GIOVANNINI A. (Ed.) Finance and Development: Issues and Experience. Cambridge University Press, Cambridge, 1993, p. 63-93.

KEYNES, J. M. Treatise on Money, 2, 1930. 1971, “The Collected Writings of John Maynard Keynes”, vol. 6, Londres, MacMillan.

_. “The general theory and after: part II, defence and development” (1937). As reimprinted in Reimprinted The Collected Writings of John Maynard Kaynes, vol. XIV. London: Macmillan, 1973a, p. 179-183.

LEVINE, R. Financial development and economic growth: views and agenda, Journal of Economic Literature 35(2), 1997, p. 688-726.

MOORE, C. L.; HILL, J. M. Interregional arbitrage and the supply of loanable funds, Journal of Regional Science 22(4), 1982, p. 499-512.

MYRDAL, G.. Teoria econômica e regiões subdesenvolvidas. Rio de Janeiro: Saga, 1968.

ROBERTS, R. B.; FISHKIND, H. The role of monetary forces in regional economic activity: an econometric simulation analysis, Journal of Regional Science 19(1), 1979, p. 15-29.

RODRIGUEZ-FUENTES, C. J. “Política Monetária Y Economia Regional”. Madrid, Consejo Economico Y Social, 1996.

_. Regional Monetary Policy. Routledge, New York, NY, 2006.

SICSÚ, J.; CROCCO, M. Em busca de uma teoria da localização das agências bancárias: algumas evidências do caso brasileiro, Revista ECONOMIA, Niterói (RJ), vol. 4, n. 1, , jan.-jun./ 2003, p. 85-112.

STUDART, R. “Financiamento do Desenvolvimento”. In: GIAMBIAGI, F. et al (Orgs), Economia Brasileira Contemporânea: 1945-2004, Rio de Janeiro, Elsevier, 2005.

Referências das fontes de dados

BCB – Banco Central do Brasil. Estatísticas Bancárias por municípios – ESTBAN. Disponível em: . Acessado em 01/12/2015.

IBGE. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Disponível em: . Acessado em 01/12/2015.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2016 Leonardo Dondoni Dutra, Júlio Cesar Albuquerque Bastos

Curta a página de CADERNOS do DESENVOLVIMENTO


CADERNOS DO DESENVOLVIMENTO é uma publicação do
Centro Internacional Celso Furtado de Políticas para o Desenvolvimento

Av. Rio Branco, 124, sl 1304, Ed. Edison Passos, Centro, Rio de Janeiro-RJ, 20040-001
Tel.: +55(21) 2178-9540
cadernos@centrocelsofurtado.org.br 

Indexado por

   

 

Associados Patronos do Centro Celso Furtado