A experiência brasileira entre 2003 e 2014: Neodesenvolvimentismo?

Leda Paulani

Resumo


Para discutir o significado do termo Neodesenvolvimetismo, e poder analisar a partir daí o período dos governos populares no Brasil (Lula I e Lula II, e Dilma I), parece interessante começar com uma reflexão a respeito do termo original, qual seja Desenvolvimentismo. Como veremos melhor mais adiante, a experiência brasileira a partir de 2003 ensejou, depois do soterramento experimentado durante o interregno liberal (1990-2002), o ressurgimento das cinzas do tema desenvolvimento e, com ele, como não poderia deixar de ser, do tema Desenvolvimentismo.

 


Texto completo:

PDF

Referências


ALMEIDA, M. N. S. Desenvolvimento e Dependência no Capitalismo sob Hegemonia Norte-Americana: reflexões sobre o caso brasileiro. Tese (Doutorado), IPE-USP, 2017.

AMARAL, M. S. Teorias do Imperialismo e da Dependência: a atualização necessária frente à financeirização do capitalismo. Tese (Doutorado), IPE-USP, 2012.

BASTOS, P. P. Z. A Economia Política do Novo-Desenvolvimentismo e do Social Desenvolvimentismo. Economia e Sociedade, vol. 21 (especial), 2012.

BIELSCHOWSKY, R. Anotações sobre a estratégia de crescimento pelo mercado interno de consumo popular e o programa do PT para 2003-2006. São Paulo: Instituto da Cidadania, 2001. (mimeo)

_______. Estratégias de Desenvolvimento e as Três Frentes de Expansão no Brasil: um desenho conceitual. In: BIANCARELLI, A. et ali. Presente e Futuro do Desenvolvimento Brasileiro. Brasília: IPEA, 2014.

BRESSER-PEREIRA, L. C. O Novo Desenvolvimentismo. Folha de São Paulo, 19/09/2004.

_______ . The New Developmentalism and Conventional Orthodoxy. Économie Appliquée, tome LIX, n. 3, 2006.

_______ . O Novo Desenvolvimentismo e a Ortodoxia Convencional. São Paulo em Perspectiva, vol. 20(3), 2006a.

BRUNO, M. ; CAFFÉ, R. Indicadores Macroeconômicos de Financeirização: Metodologia de construção e aplicação ao caso do Brasil. In: BRUNO, M. (Org.) População, Espaço e Sustentabilidade: contribuições para o desenvolvimento. Rio de Janeiro: IBGE, 2015.

CARNEIRO, R. Velhos e Novos Desenvolvimentismos. Economia e Sociedade, vol. 21 (especial), 2012.

CHESNAIS, F. Finance Capital Today – Corporations and Banks in the Lasting Global Slump. Leiden; Boston: Brill, Historical Materialism, Book Series, 2016.

FONSECA, P. C. D. Desenvolvimentismo - A Construção do Conceito. In: BIANCARELLI, A. et ali. Presente e Futuro do Desenvolvimento Brasileiro. Brasília: Ipea, 2014.

HIRATUKA, C. ; SARTI, F. Transformações na Estrutura produtiva global: desindustrialização e desenvolvimento industrial no Brasil: uma contribuição ao debate. Texto para discussão n. 255, IE-Unicamp, 2015.

MARCONI, N. ; ROCHA. Taxa de Câmbio, comércio exterior e desindustrialização precoce: o caso brasileiro. Economia e Sociedade, vol. 21 (especial), 2012.

MOLLO, M. L. R. ; AMADO, A. M. O Debate Desenvolvimentista no Brasil: tomando partido. Economia e Sociedade, vol. 24(1), 2015.

OLIVEIRA, F. Crítica à Razão Dualista - O Ornitorrinco. São Paulo: Boitempo, 2003.

_______. Hegemonia às Avessas. In: _______ et ali (Org.). Hegemonia às Avessas: economia, política e cultura na era da servidão financeira. São Paulo: Boitempo, 2010.

OREIRO, J. L. ; FEIJÓ, C. A. Desindustrialização: conceituação, causas, efeitos e o caso brasileiro, vol. 30(2). Revista de Economia Política, São Paulo, Editora 34, vol. 30, n. 2, 2010.

PAULA, L. F. Repensando o Desenvolvimentismo. São Paulo em Perspectiva, Fundação Seade, vol. 20, n. 3, 2006.

PAULANI, L. M. Brasil Delivery. São Paulo: Boitempo, 2008.

_______. Seguridade Social, Regimes Previdenciários e Padrão de Acumulação: uma nota teórica e uma reflexão sobre o Brasil. In: FAGNANI, E. et ali (Org.) Previdência Social: como incluir os excluídos? Uma agenda voltada para o desenvolvimento econômico com distribuição de renda. São Paulo: LTR, 2008a.

_______. A inserção da economia brasileira no cenário mundial: uma reflexão sobre a situação atual à luz da história. Boletim de Economia e Política Internacional, Ipea, vol. 3(10), 2012.

_______. Acumulação Sistêmica, Poupança Externa e Rentismo: observações sobre o caso brasileiro. Estudos Avançados, São Paulo, IEA/USP, vol. 27, n. 77, 2013.

_______. Acumulação e rentismo: resgatando a teoria da renda de Marx para pensar o capitalismo contemporâneo. Revista de Economia Política, São Paulo, Editora 34, vol. 36, n. 3 (144), jul./set., 2016.

_______. Capitalismo e Estado no Brasil: a saga dos investimentos públicos. Revista Politika, Fundação João Magabeira, vol. 1, n. 3, 2016a.

_______ . Desenvolvimentismo, Planejamento e Investimento Público nos 5 mil dias de Lulismo. In: MARINGONI, G. et ali (Org.) Os 5 mil dias de Lulismo. São Paulo: Fundação Lauro Campos, forthcoming, 2017.

_______. Não há saída sem a reversão da financeirização. Estudos Avançados, São Paulo, IEA/USP, vol. 31, n. 89, jan./abril, 2017a.

_______ ; PATO, C. G. G. Investimentos e Servidão Financeira: o Brasil no último quarto de século. In: PAULA, J. A. (Org.) Adeus ao Desenvolvimento: a opção do governo Lula. Belo Horizonte: Autêntica, 2005.

SARAIVA, M. G. ; RUIZ, J. B. Argentina, Brasil e Venezuela: as diferentes percepções sobre a construção do Mercosul. Revista Brasileira de Política Internacional, Brasília, IBRI, vol. 52 (1), 2009.

SICSÚ, J., PAULA, L.F. ; MICHEL, R. Novo-Desenvolvimentismo: um projeto nacional de crescimento com equidade social. São Paulo: Manole, 2005.

_______ . Por que Novo-Desenvolvimentismo? Revista de Economia Política, São Paulo, vol. 27, n. 4, out./dez., 2007.

SINGER, A. ; LOUREIRO, M. I. (Org.) As contradições do Lulismo: A que ponto chegamos? São Paulo: Boitempo, 2016.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2017 Leda Paulani

Curta a página de CADERNOS do DESENVOLVIMENTO


CADERNOS DO DESENVOLVIMENTO é uma publicação do
Centro Internacional Celso Furtado de Políticas para o Desenvolvimento

Av. Rio Branco, 124, sl 1304, Ed. Edison Passos, Centro, Rio de Janeiro-RJ, 20040-001
Tel.: +55(21) 2178-9540
cadernos@centrocelsofurtado.org.br 

Indexado por

   

 

Associados Patronos do Centro Celso Furtado