Valoração econômico-ecológica dos recursos naturais e dos serviços ambientais

Junior Ruiz Garcia

Resumo


Este trabalho tem por objetivo analisar como a incorporação dos serviços ecossistêmicos à dinâmica capitalista pode se tornar um importante instrumento para a preservação ambiental (ecossistemas) ou mesmo para a recuperação parcial ou total de ecossistemas degradados, quando isto for possível.


Texto completo:

PDF

Referências


AGRA FILHO, S. Avaliação Ambiental Estratégia: uma alternativa de incorporação da questão ambiental no processo de desenvolvimento. 253 fls.Tese (Doutorado em Desenvolvimento Econômico Espaço e Meio Ambiente) – Instituto de Economia. Universidade Estadual de Campinas (Unicamp), Campinas, São Paulo, 2002.

ALCAMO, J. et al. Ecosystems and human well-being: a framework for assessment. 2003. Disponível em: . Acesso em 07 de jul. 2010.

ANDRADE, D. C. Economia do Meio Ambiente: Aspectos Teóricos e Metodológicos nas Visões Neoclássica e da Economia Ecológica. Leituras de Economia Política (Instituto de Economia/Universidade Estadual de Campinas (Unicamp). v. 14, p. 1 – 31 de jan. 2009.

ARROW, K. et al. Economic growth, carrying capacity, and the environment. Science – Policy Forum. Vol. 268, nº 28, abr. 1995, pp. 520-521.

BOULDING, K. E. The economics of the coming spaceship earth. In: JARRETT, H. (ed.) Environmental quality in a growing economy. Baltimore: John Hopkins University Press, 1966.

BOUMANS, R.; CONSTANZA, R. The Multiscale Integrated Earth System Model (MIMES): the Dynamics, Modeling and Valuation of Ecosystem Services. GWSP Issues in Global Water System Research. 2007. Disponível em: . Acesso em 14 de nov. 2013

BOUMANS, R. et al. Modeling the Dynamics of the Integrated Earth System and the Value of Global Ecosystem Services Using the GUMBO Model. Ecological Economics – Special Issue. v. 41, 2002. pp. 529-560.

CÁNEPA, E. Capítulo 2: Economia da Poluição. In: MAY, P.; LUSTOSA, M.; VINHA, V. Economia do Meio Ambiente. Elsevier, Rio de Janeiro, 2003.

CONSTANZA, R. et al. The Value of the World’s Ecosystem Services and Natural Capital. Nature, v. 387, 1997. pp. 253-260.

DAILY G. C.; MATSON P. A.. Ecosystem services: From theory to implementation. Proceedings of the National Academy of Sciences. 105: 2008. pp. 9455-9456.

DALY, H. E. On economics as a life science. The Journal of Political Economy, v. 76, n. 3, 1968. pp. 392-406.

DALY, H.; FARLEY, J. Ecological Economics: Principles and Applications. Island Press: Washington, 2004.

DE GROOT, R. S. et al. A typology for the classification, description and valuation of ecosystem functions, goods and services. Ecological Economics, Special Issue: The Dynamics and Value of Ecosystem Services: Integrating Economic and Ecological Perspectives, nº 41, 2002, pp. 393-408.

GEORGESCU-ROEGEN, N. The entropy law and the economic process. Cambridge: Harvard University Press, 1971.

HUETING, R. et al. The concept of environmental function and its valuation. Ecological Economics, 25. 1998. pp. 31-35.

KREMEN, C. Managing Ecosystem Services: What Do We Need to Know About Their Ecology? Ecology Letters, v. 8, 2005. pp. 468-479

MAIA, A. et al. Valoração de Recursos Ambientais: Metodologias e Recomendações. Texto para Discussão nº 116. Instituto de Economia. Universidade Estadual de Campinas. Campinas: São Paulo, mar. 2004.

MERICO, L. F. K. Introdução à Economia Ecológica. 2ª ed, Edifurb, Blumenau: Santa Catarina, 2002.

MOBERG, F.; FOLKE, C. Ecological goods and services of coral reef ecosystems. Ecological Economics, nº 29, 1999, pp. 215-233.

NORBERG, J. Linking nature’s services to ecosystems: some general ecological concepts. Ecological Economics, nº 29, 1999, pp. 183-202.

ORTIZ, R. Capítulo 3: Valoração Econômica Ambiental. In: MAY, P.; LUSTOSA, M.; VINHA, V. Economia do Meio Ambiente. Elsevier: Rio de Janeiro, 2003.

PEARCE, D.; TURNER, K. Economics of Natural Resources and the Environment. Harvester Wheatsheaf, London, 1990.

RICKLEFS, R. E. A economia da natureza. 3ª ed., Guanabara Koogan: Rio de Janeiro, 1996.

ROMEIRO, A. Introdução: Economia ou Economia Política da Sustentabilidade. in: MAY, P.; LUSTOSA, M.; Vinha, V. Economia do Meio Ambiente. Elsevier: Rio de Janeiro, 2003.

ROPKE, I. The early history of modern ecological economics. Ecological Economics, v. 50, 2004, pp. 293-314.

SEROA DA MOTTA, R. Economia Ambiental. FGV, Rio de Janeiro, 2008.

SILVA, M. A. Capítulo 1: Economia dos Recursos Naturais. In: MAY, P.; LUSTOSA, M. & VINHA, V. Economia do Meio Ambiente. Elsevier: Rio de Janeiro, 2003.

TURNER, R. K. & DAILY, G. C. The ecosystem services framework and natural capital conservation. Environmental and Resource Economics, nº 39, 2008, pp. 25-35.

VAN DEN BERGH, J. C. J. M. Ecological economics: themes, approaches, and differences with environmental economics. Tinbergen Institute Discussion Paper, Department of Spatial Economics, Free University: Amsterdam, 2000.

VERNADSKY, V. The Biosphere. Editora Spring, Edição Ilustrada (1ª edição): Nova Iorque, 1998.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.




            

A edição n. 28 de Cadernos do Desenvolvimento teve apoio da Fundação Oswaldo Cruz, por meio do Projeto "Desafios para o Sistema Único de Saúde no contexto nacional e global de transformações sociais, econômicas e tecnológicas - CEIS 4.0" (Fiocruz/Fiotec)

 

CADERNOS do DESENVOLVIMENTO é uma publicação do
Centro Internacional Celso Furtado de Políticas para o Desenvolvimento

cadernos@centrocelsofurtado.org.br 

secretaria@centrocelsofurtado.org.br