A construção política do Brasil | Luiz Carlos Bresser-Pereira

José Luis da Costa Oreiro

Resumo


No Manifesto Comunista publicado em 1848, Marx e Engels afirmavam que a História de todas as sociedades tem sido a história da luta de classes. Bresser-Pereira, em seu novo livro, A cons­trução política do Brasil, oferece outra perspectiva para a história das sociedades. Sem negar a exis­tência ou a importância da luta de classes, Bresser afirma que a história reflete fundamentalmente a ocorrência de coalizões de interesses entre clas­ses sociais, as quais não são vistas como entidades monolíticas, mas apresentam grandes subdivisões. São exatamente estas subdivisões que permitem a emergência de coalizões de interesses entre grupos que pertencem a classes sociais distintas. Nesse con­texto, a dialética fundamental do capitalismo não consiste no conflito entre capital e trabalho, mas na disputa entre duas formas alternativas de organiza­ção econômica e social do capitalismo, a saber: o desenvolvimentismo e o liberalismo econômico. [CONTINUA]


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




            

A edição n. 28 de Cadernos do Desenvolvimento teve apoio da Fundação Oswaldo Cruz, por meio do Projeto "Desafios para o Sistema Único de Saúde no contexto nacional e global de transformações sociais, econômicas e tecnológicas - CEIS 4.0" (Fiocruz/Fiotec)

 

CADERNOS do DESENVOLVIMENTO é uma publicação do
Centro Internacional Celso Furtado de Políticas para o Desenvolvimento

cadernos@centrocelsofurtado.org.br 

secretaria@centrocelsofurtado.org.br