A teoria econômica frente à crise financeira: a revalorização do papel das instituições no pensamento pós-keynesiano como alternativa

Matías Mrejen

Resumo


O presente trabalho começa com a revisão dos argu­mentos em discussão sobre as modificações necessá­rias na área da teoria macroeconômica após a última crise financeira. Tomando por base a revisão dos pontos centrais do debate, são destacadas as falhas da teoria econômica em prever a crise e os possíveis caminhos para a renovação da agenda de pesquisa em macroeconomia. A seguir, defende-se o argumento de que a revalorização do papel das instituições na regu­lação da economia no pensamento pós-keynesiano oferece uma alternativa às falhas da teoria econômica convencional. Finalmente, apresenta-se uma breve conclusão sobre a relevância da agenda de pesquisa de abordagem pós-keynesiana.


Texto completo:

PDF

Referências


BEKER, V. On the economic crisis and the crisis of economics. Real-World Economics Review, v. 56, p. 72-94, 2011. Disponível em: http://www.paecon.net/PAEReview/issue56/whole56.pdf.

BERNANKE, B. S. On the implications of the financial crisis for economics. In: Conference co-sponsored by the Bendheim Center for Finance and the Center for Economic Policy Studies, 24 de setembro de 2010. Disponível em: http://www.federalreserve.gov/newse-vents/speech/bernanke20100924a.pdf.

BLANCHARD, O.; DELL’ARICCIA, G.; MAURO, P. Rethinking Macroeconomic Policy. International Monetary Fund Staff Position Note, janeiro de 2010. Disponível em: http://papers.ssrn.com/sol3/papers. cfm?abstract_id=1555117.

CABALLERO, R. J. Macroeconomics after the crisis: Time to deal with the Pretense-of-Knowledge Syndrome. In: NBER Working Paper, n. 16429, 2010. Disponível em: http://papers.ssrn.com/sol3/papers. cfm?abstract_id=1683617.

CARDIM DE CARVALHO, F. J. Is this “It”? Are we witnessing the Great Depression of the 2010s? Paper prepared for presentation at the conference The World Economy in Crisis – The Return of Keynesianism, outubro de 2009. Disponível em: http://www.ie.ufrj.br/oldroot/ datacenterie/pdfs/seminarios/pesquisa/tex¬to3003.pdf.

COLANDER, D. et al., The financial crisis and the systemic failure of academic economics. In: Kiel Institute for the World Economy Working Paper, n. 1489, feverei¬ro de 2009. Disponível em: http://ssrn.com/ abstract=1355882.

DAVIDSON, P. Risk and uncertainty. In: SKIDELSKY, R.; WIGSTRÖM, W. The economic crisis and the state of economics. Nova Iorque: Palgrave Macmillan, 2010. Cap. 1, p. 13-30.

DE PAULA, L. F. Sistema financeiro, bancos e financiamento da economia: uma abordagem keynesiana. Rio de Janeiro: Elsevier, 2014.

HARCOURT, G. C. The crisis in mainstream economics. Real-World Economics Review, v. 53, p. 47-52, 2010. Disponível em: http:// www.paecon.net/PAEReview/issue53/whole53.pdf, pp. 47-52.

KAY, J. 2010. Knowledge in economics. In: SKIDELSKY, R.; WIGSTRÖM, W. The economic crisis and the state of economics. Nova Iorque: Palgrave Macmillan, 2010. Cap. 8, p. 91-100.

KRUGMAN, P. How did economists get it so wrong? In: The New York Times, 6 de setembro de 2009. Disponível em: http://www.nytimes. com/2009/09/06/magazine/06Economic-t. html?pagewanted=print.

MINSKY, H. Can “it” happen again? A reprise. In: Hyman P. Minsky Archive Paper, n. 155, 1982. Disponível em: http://digitalcommons. bard.edu/hm_archive/155.

MINSKY, H. Stabilizing an unstable economy. New York: McGraw Hill, 2008 [1986].

PANICO, C. et al. The evolution of financial regulation before and after the crisis. In: Economica, v. 15, n. 1, 2013.

ROMER, D. Advanced macroeconomics. New York: McGraw-Hill, 2012.

WHALEN, C. J. Post-keynesian institutionalism after the great recession. In: Levy Economics Institute of Barnard College Working Paper, n. 724, maio de 2012.

WOODFORD, M. Convergence in macroeconomics: Elements of the New Synthesis. In: American Economic Journal: Macroeconomics, v.1, n. 1, p. 267-279, 2009.

______. Financial intermediation and macroeconomic analysis. In: Journal of Economic Perspectives, Outono, v. 24, n. 4, p. 21-44, 2010.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.




            

A edição n. 28 de Cadernos do Desenvolvimento teve apoio da Fundação Oswaldo Cruz, por meio do Projeto "Desafios para o Sistema Único de Saúde no contexto nacional e global de transformações sociais, econômicas e tecnológicas - CEIS 4.0" (Fiocruz/Fiotec)

 

CADERNOS do DESENVOLVIMENTO é uma publicação do
Centro Internacional Celso Furtado de Políticas para o Desenvolvimento

cadernos@centrocelsofurtado.org.br 

secretaria@centrocelsofurtado.org.br