A primazia de Fernando Fajnzylber na elucidação de aportes exógenos ao milagre sul-coreano

Rodrigo Luiz Medeiros Silva

Resumo


Nas últimas quatro décadas, a Coreia do Sul tem viven­ciado um processo extremamente acelerado de cresci­mento econômico e modernização estrutural. Alçado ao patamar de modelo para os demais países periféri­cos, o chamado caso coreano tem reclamado atenção de todos os analistas do desenvolvimento, tornando­-se um “caso de estudos” tanto para os analistas eco­nômicos ortodoxos como heterodoxos. Tipicamente, tem sido negligenciada a dimensão externa ao eluci­dar as bases de tal dinamismo industrial. Este artigo é uma tentativa de caracterizar como a diferenciação industrial coreana tem sido interpretada pelas princi­pais tendências na tradição heterodoxa internacional, indicando que o autor latino-americano Fernando Fajnzylber antecipa essas contribuições, com insights pioneiros, ao apontar elementos exógenos que teriam contribuído para a industrialização sul-coreana.


Texto completo:

PDF

Referências


AMSDEN, A. H. Asia’s next giant: South Korea and late industrialization. Nova Iorque: Oxford University Press, 1989.

Cepal. Fernando Fajnzylber - una visión renovadora del desarollo de América Latina. Santiago: Nações Unidas, 2006.

CHANG, HA-JOON. The political economy of industrial policy. London: Macmillan Press, 1994.

EVANS, P. Embedded autonomy: states and industrial transformation. Princeton: Princeton University Press, 1995.

FAJNZYLBER, F. Competitividad Internacional: evolución y lecciones. In: Revista de la Cepal, n. 36, dez, p. 7-24, 1988.

______. Reflexiones sobre la industrialización exportadora del Sudeste Asiático. In: Revista de la Cepal, n. 15, dez, p. 117-138, 1981.

KRUEGER, A. O. The developmental role of the foreign sector and aid. Cambridge-MA: Harvard University Press, 1982.

KUZNETZ, P. W. Economic growth and structure in the Republic of Korea. New Haven: Yale University Press, 1977.

MADDISON, A. The world economy volume 1: A millennial perspective. Academic Foundation, 2007.

SILVA, R. L. M. Ciclos sistêmicos de acumulação e o milagre do Rio Han. In: Revista da Sociedade Brasileira de Economia Política, n. 28, p. 105-134, 2011.

______. Modelos, contramodelos e seu contexto: as respostas sul-coreana e argentina à crise da dívida como evidências da complexa inte-ração entre o processo político e as forças da economia internacional. Tese (Doutorado) - Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas da USP, 2012.

SUZIGAN, W.; FERNANDES, S. C. Competitividade sistêmica: a contribuição de Fernando Fajnzylber. In: Anais do V Congresso Brasileiro de História Econômica Belo Horizonte: ABPHE - Associação Brasileira de Pesquisadores em História Econômica, 2003.

WADE, R. Governing the market: economic theory and the role of government in East Asian Industrialization. Princeton: Princeton University Press, 1990.

______. The role of government in overcoming market failure: Taiwan, South Korea and Japan. Washington: The World Bank, 1985.

WOO-CUMINGS, M. Introduction: Chalmers Jonson and the politics of nationalism and development. In: ______. (Org.) op. cit., 1999.

______. (Orgs.) The developmental state. Ithaca: Cornell University Press, 1999.

WOO, Jung-En. Race to swift: State and finance in Korean industrialization. Nova Iorque: Columbia University Press, 1991.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.




            

A edição n. 28 de Cadernos do Desenvolvimento teve apoio da Fundação Oswaldo Cruz, por meio do Projeto "Desafios para o Sistema Único de Saúde no contexto nacional e global de transformações sociais, econômicas e tecnológicas - CEIS 4.0" (Fiocruz/Fiotec)

 

CADERNOS do DESENVOLVIMENTO é uma publicação do
Centro Internacional Celso Furtado de Políticas para o Desenvolvimento

cadernos@centrocelsofurtado.org.br 

secretaria@centrocelsofurtado.org.br