A controvérsia sobre concentração de renda e dinâmica econômica: revisitando Celso Furtado, 
Aníbal Pinto e Conceição Tavares

Luiz Henrique Marques Gomes

Resumo


Este trabalho tem como objetivo investigar a relação existente entre concentração da renda e a dinâmica econômica segundo três autores de grande importân­cia na América Latina: Celso Furtado, Aníbal Pinto e Maria da Conceição Tavares. O método utilizado é a revisão bibliográfica de algumas de suas obras, real­çando os pontos comuns e as divergências acerca do tema. Especial destaque é dado à relação causal entre estrutura produtiva e concentração de renda e à con­tribuição da concentração de renda para a estagnação ou expansão do ritmo de atividade econômica.


Texto completo:

PDF

Referências


COUTINHO, M. Distribuição de renda e padrões de consumo: Alguns autores em torno da tradição cepalina. In: Ensaios FEE, vol. 1, n. 1 , p. 139-152, 1980.

FURTADO, C. Formação econômica do Brasil. 27ª ed. São Paulo: Publifolha, 2000 [1959].

______. Dialética do desenvolvimento. Rio de Janeiro: Fundo de Cultura, 1964.

______. Subdesenvolvimento e estagnação na América Latina. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 1966.

______. Um projeto para o Brasil. 3ª ed. Rio de Janeiro: Editora Saga S.A., 1968.

______. Análise do modelo brasileiro. 3ª ed. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 1972.

______. O Mito do desenvolvimento econômico. 2ª ed. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1974.

______. Prefácio à nova economia política. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1976.

______. Estado e empresas transnacionais na industrialização periférica. In: Revista de Economia Política, São Paulo, vol.1, n.1, jan./ mar., p. 41-49, 1981.

______. Cultura e desenvolvimento em época de crise. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1984.

PINTO, A. Concentración del progreso técnico y de sus frutos en el desarrollo latinoamericano. In: El trimestre económico, México, D.F.: Fondo de Cultura Económico, vol. 32, n. 125, jan./mar., pp. 3-69, 1965.

______. Naturaleza e implicaciones de la heterogeneidad estructural de la América Latina. In: El trimestre económico, México, D.F.: Fondo de Cultura Económico, vol. 37(1), n. 145, jan./ mar., p. 83-100, 1970.

______. El modelo de desarrollo reciente de la América Latina. In: El trimestre económico, México, D.F.: Fondo de Cultura Económico, vol. 38(2), n. 150, abr./jun., p. 477-498, 1971.

______. Notas sobre los estilos de desarrollo en América Latina. In: Revista de la Cepal, n. 96, dez., p. 73-93, 2008 [1976].

RODRÍGUEZ, O. El estructuralismo latinoamericano. México: Cepal/Siglo XXI, 2006.

TAVARES, M.C. Auge e declínio do processo de substituição de importações no Brasil. In: Da substituição de importações ao capita¬lismo financeiro. 6ª ed. Rio de Janeiro: Zahar Editores, p. 27-124, 1977 [1963] .

______. Acumulação de capital e industrialização no Brasil. Campinas: Unicamp, 1998 [1974].

______. e SERRA, J. Além da estagnação. In: Da substituição de importações ao capitalismo financeiro. 6ª ed. Rio de Janeiro: Zahar Editores, p. 153-207, 1977 [1971].


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2018 Luiz Henrique Marques Gomes

Curta a página de CADERNOS do DESENVOLVIMENTO


CADERNOS DO DESENVOLVIMENTO é uma publicação do
Centro Internacional Celso Furtado de Políticas para o Desenvolvimento

Av. Rio Branco, 124, sl 1304, Ed. Edison Passos, Centro, Rio de Janeiro-RJ, 20040-001
Tel.: +55(21) 2178-9540
cadernos@centrocelsofurtado.org.br 

Indexado por